Nosso propósito é o de educar os possíveis pacientes e mostrar o que há de novo a respeito da técnica de microtransplante capilar.
Nós, da Clínica Ruston, esperamos que esse site sirva a esse propósito e esclareça suas dúvidas de forma clara e objetiva.
 
Esclareça dúvidas e agende sua consulta: SP (11) 3031.1221 e RJ (21) 4063-9102
HISTÓRIA

1996: No ano de 1996, O Dr. Ruston termina sua pós-graduação em cirurgia plástica e abre seu primeiro consultório, realizando todas as modalidades de cirurgias estéticas e reparadoras.
Porém, ao ver que os resultados de transplantes capilares eram parcos à época, já que essa especialidade não constava (e ainda não consta) da formação acadêmica do cirurgião plástico e principalmente, por não ter visto um resultado sequer que considerasse satisfatório, se perguntou: “ Mas isso é realmente o máximo que se pode obter dos transplantes capilares?“
Ele não podia acreditar que em pleno século XX e com todo o avanço da cirurgia plástica, os famosos “cabelos de boneca” ainda existissem.
Nesse momento, o Dr Ruston fecha então seu consultório e visita durante as mais renomadas clínicas de transplante capilar do mundo.
Após meses de estudos e viagens, constata que os resultados obtidos no Brasil eram muito aquém dos esperados, pois não se trabalhava com microscopia `a época, ou seja, estávamos muito obsoletos nessa área.
Fascinado pela técnica, ele volta trazendo seu primeiro microscópio, criando então seu primeiro time para a cirurgia de transplante capilar, que na época era composto por ele e mais três assistentes.


1997: Fundada a Clínica Ruston com o intuito de aprimorar as técnicas de transplante capilar que existiam na época no Brasil. Naquela ocasião, o que havia de mais avançado era a utilização de lupas para separação dos enxertos.

O Dr. Bob Limmer, de San Antonio, Texas, que já vinha trabalhando com Transplante Capilar há vários anos, ao analisar um fragmento de couro cabeludo, notou pela primeira vez que os cabelos não saiam do couro cabeludo um por um como se pensava até então, mas sim em grupos contendo 1, 2, 3 e até 4 fios. Nascia assim uma nova era. A era do transplante de unidades foliculares microscópicas, em que as unidades foliculares (nome dado para esses grupos de 1, 2 e 3 fios) são separadas em microscópio de alta potência. Isso revolucionou a técnica de transplante capilar, pois além dos resultados começarem a ser absolutamente naturais, outras vantagens surgiram com o uso do microscópio, tais como:

- Os enxertos passaram a ser muito menores, consequentemente, as incisões para colocá-los também.

- O trauma cirúrgico tornou-se menor proporcionando ao paciente, um retorno às atividades logo no dia seguinte bem como o abandono do curativo.

- Com a diminuição de tamanho dos enxertos (cinco a seis vezes), um maior número deles por centímetro quadrado poderia ser transplantados, proporcionando assim maior densidade aos resultados.

Mas na opinião do Dr. Ruston a maior vantagem foi o ganho na preservação da área doadora, pois nas técnicas convencionais, pelo menos 20% das raízes são seccionadas e perdidas e sabemos que o valor disso é inestimável, visto que a área doadora é uma fonte finita. Entretanto esses microscópios não eram encontrados aqui e o Dr. Ruston ainda lembra do primeiro microscópio trazido por ele nas mãos após um congresso nos Estados Unidos. Recorda-se ainda da resistência por parte da equipe, que naquela época era formada por ele e mais 3 técnicas cirúrgicas, visto que para se confeccionar uma unidade folicular no microscópio leva-se o mesmo tempo que dez enxertos a olho nu ou com lupas. Como leva-se de seis meses a um ano para se treinar uma assistente no microscópio, as sessões passaram a ser menores bem como o número de enxertos produzidos. Vimo-nos então diante de um dilema: como realizar sessões de grande porte utilizando tal técnica, pois o obstáculo Naturalidade, que há muitos anos havia sido motivo de preocupação, estava ultrapassado com o uso das unidades foliculares microscópicas. A única solução seria treinarmos mais pessoas.

Iniciava-se ali a história da Clínica Ruston, hoje reconhecida internacionalmente na área de restauração capilar e tratamentos para a calvície, já tendo realizado mais de 3.000 cirurgias de transplante capilar, dentre elas mais de 1.000 casos corretivos que nos chegam para serem reaparados.
Outros 2.000 procedimentos, das mais variadas modalidades de cirurgias estéticas também foram realizadas ao longo desses 15 anos.

2000: Já contávamos com três microscópios e uma equipe de 5 pessoas.


2002: Iniciamos a realização de “megasessões” com mais de 2000 unidades foliculares transplantadas graças ao esforço em aprimoramento da equipe cirúrgica que foram passadas a novas assistentes.
Durantes todos estes anos passamos por muitas mudanças, testamos quase todos os tipos de microscópios até encontrarmos o ideal e continuamos até hoje a fazer constantes investimentos em treinamento de nosso pessoal bem como na aquisição de novas tecnologias.


2007: A nova sede é adquirida com o intuito de construir um centro de estudos avançado da calvície e seus tratamentos.
A idéia era criar um centro de estudos avançado, com salas de procedimento de última geração e oferecer apenas o que fosse cientificamente comprovado e eficaz.
O espaço deveria abranger todos os tratamentos para a calvicie, porém, com uma ótica diferente das clínicas convencionais, sempre pautada no trinômio: seriedade, competência e resultados absolutamente naturais.


2011: Sob essa ótica, em outubro de 2011, após quase quatro anos de obras, nossas portas finalmente se abriram.
Todo nosso conhecimento adquirido em 15 anos de experiência foi utilizado para conceber e conjugar o que há de mais moderno e tecnológico, com arte e tratamento personalizado (veja nossas instalações).
Com a barreira da naturalidade ultrapassada, passamos a transplantar o maior número de unidades foliculares possível por sessão.
A equipe cirúrgica hoje é formada pelo Dr. Ruston, seu auxiliar e mais oito técnicas cirúrgicas que se encarregam da separação e colocação das unidades foliculares.
O que virá no futuro? : A clonagem de bulbos? Novas tecnologias? Não sabemos ao certo, pois a ciência é surpreendente, porém imprevisível. Mas estaremos sempre participando de todos os simpósios e congressos internacionais sobre o assunto para levarmos aos nossos clientes todas as informações de que ele necessita para tomar a decisão correta sobre sua cirurgia.

Entendemos que, quanto mais educado a respeito da técnica for o paciente, menos ansioso ele estará no dia da cirurgia e maiores serão as chances de suas expectativas serem alcançadas. Em contrapartida, quanto menos instruído e orientado for o paciente, maiores serão as chances de frustração em relação ao resultado, assim como as chances de ser ludibriado por profissionais de competência e seriedade duvidosas.

Nosso staff esta preparado para tirar todas as suas duvidas e oferecer todas as informações necessárias não somente a respeito de sua cirurgia como também a respeito de sua viagem e permanência em São Paulo caso resida em outro estado ou cidade. Reunimos o que há de mais moderno e tecnológico em transplante capilar num ambiente tranqüilo, aconchegante e que promove uma sensação de segurança e bem estar.

Você está convidado a conhecer nosso novo espaço. Será um imenso prazer recebêlo(a).

Para mais informações, não hesite em nos contatar: info@clinicaruston.com.br



  História | Propósito | Localização | Unidades de Atendimento | Galeria de Fotos
  Clínica Ruston
Av. Engenheiro Oscar Americano, 60 - Cidade Jardim
São Paulo - SP - Brasil
Telefax: SP +55 (11) 3094-7474 | RJ (21) 4063-9102